Meu carrinho

Fechar

Videoclipes & Moda - uma relação de sucesso

Escrito por EMIGÊ .it

• 

Postado em 30 novembro 2020

O ano de 2020 trouxe mudanças em vários cenários, na saúde, nas relações, nas empresas e até na forma como pensamos e com o que nos identificamos. A transformação também aconteceu na maneira como consumimos moda e nos influenciamos sobre o que vestir e o que queremos refletir com isso. 

De um lado, semanas de moda nacionais e internacionais foram canceladas ou adaptadas para as plataformas digitais, de outro, os videoclipes de músicas da indústria pop se revelaram como vitrines de moda. 

Em um período em que todo mundo precisou reavaliar diversas questões, os clipes musicais ganharam força com sua estética singular, com a representatividade e força de cada artista e também com os looks escolhidos para dar vida a mensagem em cada música.

Contexto histórico dos videoclipes 

Para entender a influência dos videoclipes nos tempos de pandemia, é importante conhecer como esta narrativa ao longo da história, sempre proporcionou em poucos minutos um espetáculo criativo, com inúmeros destaques ao longo do tempo. 

Pensando nisso, vamos fazer um breve histórico!

Pesquisas mostram que no início do cinema falado, a música já era usada para ilustrar histórias e depois como base para dar vida a filmes curtos. Posteriormente, séries inteiras foram desenvolvidas com base nesse conceito, como aquelas em que a bolinha saltitante acompanhava a letra da canção na tela. 

  • Os anos 80

Com a chegada da televisão e do videotape, muitas apresentações musicais como dos Beatles passaram a ser reprisadas, e com o tempo, vídeos mais elaborados foram criados. 

Entretanto, a época em que os clipes musicais mais se popularizaram foi na década de 80.

No período, as pessoas passaram a esperar ansiosas pelos lançamentos de clipes de bandas e artistas solo. Na época, eram dirigidos por profissionais super conceituados e em alguns casos, contavam com participações especiais que causavam muito burburinho! 

Um exemplo disso é o clipe, Thriller de Michael Jackson, dirigido por John Landis - diretor em filmes como Um Lobisomem Americano em Londres E Irmãos Cara-de-Pau -, que repercute até hoje!

O clipe é considerado por muitos um mini filme, com efeitos visuais que surpreenderam, assim como a estética zumbi e a famosa jaqueta de couro vermelha, com ombreiras que foram must have de muita gente, durante muito tempo.

A narrativa, influenciou jovens pelo mundo todo, ganhou inúmeros prêmios e passava pelo menos 10 vezes por dia na MTV americana, logo após seu lançamento. 

Outro destaque na época, fica por conta do grupo Run-D.M.C., que em seu terceiro disco em 1986 - Raising Hell  - popularizou o estilo Rap entre os jovens da época, com hits como It’s Tricky e My Adidas.

O grupo norte-americano propagou seu estilo autêntico, com roupas pretas e acessórios de luxo como as correntes de ouro, que se foram febre durante a década de 80. 

Na época, o hit My Adidas fez com que a banda fosse patrocinada pela marca que usaram o título, que segundo o portal de música Reverb, foi o primeiro caso de uma empresa de esportes patrocinar um artista. 

A influência foi tão grande que em 2014, a Adidas Original, lançou para a sua coleção de inverno de 2015, a linha Blue, inspirada no Run-D.M.C. O FFW ainda revela:

“Vale lembrar que o trio do Queens, formado pelos músicos Jason Mizell, Joseph Simmons e Darryl McDaniels, influenciou toda uma geração e foi um dos responsáveis por transformar a marca alemã em objeto de desejo”. 

(imagens: FFW. Linha Blue Adidas 2015) 

O que entendemos com isso? Que a trajetória do universo musical e por consequência dos videoclipes com a moda é longa! E mais, é marcada por destaques que repercutiram e muito, na maneira como artistas e pessoas se apropriam da moda como artifício para dar vida a seu estilo e sua personalidade. 

Cenário atual e principais lançamentos 

Agora que abordamos um pouco sobre a história dos videoclipes podemos explorar o cenário atual, onde todos compartilham em escala global impactos econômicos, sociais, emocionais, entre outros causados pela pandemia da Covid-19

Em um ano em que passamos a ficar muito mais tempo dentro de casa, também aumentou e muito a quantidade de horas que passamos em frente às telas, logo, em redes sociais e sites como Youtube, entre outros.

No universo da moda,  marcas e estilistas precisaram se reinventar, traduzindo o cenário atual com valores que são essenciais para os consumidores, como proteção, conforto, sustentabilidade, representatividade alegria, entre outros. 

Já no universo da música, o desejo de fãs por videoclipes de seus artistas favoritos, também cresceu e ganhou mais força. Muito disso se deve a sensação de felicidade, pertencimento e esperança que os músicos são capaz de transmitir em suas criações singulares.

 Ainda sobre isso, o co-fundador da marca de streetwear Highsnobiety, Jeff Carvalho, revelou ao portal The Guardian que a influência dos clipes na indústria da moda não é novidade, na verdade ela acontece há muito tempo, mas hoje traduz um novo significado:

“Hoje é questão de alinhamento de marca, e todas as marcas estão procurando se alinhar com celebridades e artistas musicais fortes”. 

Um exemplo deste contexto fica por conta da cantora Beyoncé, que em Agosto deste ano lançou o clipe da música Already  - que faz parte do álbum Black is King -. No período, protestos contra os casos de racismo nos Estados Unidos estavam a todo favor

No clipe, que presta uma homenagem a diversidade e riqueza da cultura africana, a artista dá vida a sua ancestralidade com looks assinados por Burberry, pela designer Marine Serre, e pela estilista brasileira Loza Maléombho. 

A designer brasileira já havia vestido Beyoncé em 2016, para o álbum Lemonade. No atual trabalho, as peças escolhidas foram, um blazer estampado com listras diagonais com detalhes dourados e ombros marcados.


(Imagem: revistamarieclaire.globo) 

O sucesso foi tão grande na época do lançamento, que o Nossa Uol ainda revelou que, as buscas pelas peças usadas pela artista no clipe aumentaram 51%. O  portal de notícias ainda destaca: 

“No último trimestre de 2020, a segunda pele usada pela artista é o segundo item mais cobiçado pelo público feminino...”.

Outro caso que não foi diferente, os chapéus bucket hat. Com o lançamento do videoclipe do grupo de K-Pop, BTS, Dynamite, no qual alguns dos integrantes aparecem com o acessório na cor rosa, o que resultou em um aumento no número de buscas de 128%. 

O que isso quer dizer? Que muitos fãs estão procurando por produtos que realmente traduzam tanto o seu estilo pessoal, quanto o do seu artista favorito. 

Nomes de estilistas também ganharam mais destaque,como Marine Serre, que levou ao mundo a estampa de meia Lua usada por Dua Lipa, Beyoncé e Adele. 


(Imagem: revistamarieclaire.globo)

O que resultou em um crescimento significativo na marca da designer, subindo dez posições segundo o relatório do The Lyst Index - plataforma de pesquisa de mercado na moda -. 

Entendendo o fenômeno 

Como em 2020 passamos mais tempo em casa, durante a quarentena, o apelo das produções dos videoclipes ganhou mais espaço, assim como o engajamento do público, o que trouxe mais força para esta narrativa.  

Embora o conforto seja cada vez mais importante, a maioria das pessoas acompanha o trabalho de seus ídolos nas redes sociais, assim como a vida pessoal dos que a divulgam. Isso tudo contribui para mais informação e mais espaço para explorar o cenário atual das histórias que estamos vivendo, através da moda. 

Um exemplo disso são os fashion films apresentados no São Paulo Fashion Week, que em sua última edição exploraram histórias por trás das roupas.  A professora de moda, Paola Ferdon ainda aponta sobre o tema: 

“É o que muitos grandes nomes da moda falam: hoje em dia, a roupa por si só já não tem mais o mesmo apelo. É preciso pensar nela como um conjunto do tempo em que vivemos e como ela representa o estilo de quem a veste”. 

Concluindo, artistas, designers e outros profissionais que trabalham com criatividade, continuam a encontrar diferentes maneiras de traduzir sentimentos, culturas, segurança e principalmente, são responsáveis por inspirar fãs no mundo inteiro. 

A moda ajuda a dar vida ao contexto explorados nos videoclipes, assim como a diversos momentos que vivemos como sociedade 

Então, gostou do tema? Consegue identificar mais exemplos de artistas que em seus videoclipes, apresentaram nos looks, estilos e significados  com os quais você se identifica? 

Esperamos que o conteúdo te inspire a conhecer novos artistas e o que eles querem expressar com seu trabalho. E mais! Que você vista o que traduz a sua personalidade.

Pensando nisso, sempre que puder, procure opções para compor seu estilo em brechós e bazares. E conte sempre com a  EMIGÊ.it

Nós somos o que vestimos. O que você está vestindo reflete sua personalidade e seus gostos?

comentários

0 comentários

Deixe um comentário
×
Bem Vinda =)
Carregando Ambiente Seguro